Você sabia que as mulheres ocupam apenas 20% dos postos de trabalho em tecnologia no Brasil? Esse dado foi levantado pela Softex (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro) no Observatório Softex 2019 – Persona TI: Caracterização do Profissional de TI no Brasil.

De acordo com o estudo, em 2007 as mulheres ocupavam 21.253 vagas de emprego de setores econômicos tipicamente de TI (Core TI) e, dez anos depois, esse número aumentou para 40.492.

Porém, o número de homens cresceu ainda mais nesse período, passando de 67.106 para 163.685. Assim, a participação feminina no setor de tecnologia diminuiu,  já que em 2007 representava 24% do total e em 2017 apenas 20%.

Já na área de TI – In House (outros setores que não aqueles considerados tipicamente de TI), o levantamento mostrou que o movimento foi o mesmo: em 2007, 23% dos postos de trabalho em tecnologia eram ocupados por mulheres, mas em 2017 caiu para 20%.

Segundo Adriano Krzyuy, presidente da Assespro – PR, o espaço das mulheres no mercado de TI, e no mercado de trabalho no geral, é um tema que está em evidência mundialmente e não tem sido tratado suficientemente nos setores de tecnologia, mas não pode ser deixado de lado, porque está dentro de um outro tema ainda maior, que é a diversidade.

“Isso sem contar que a diversidade é um fator preponderante de sucesso das organizações, já que a proximidade com diferentes gêneros dentro da empresa, contribui diretamente para o aumento da criatividade e auxilia no diálogo com o público externo, contribuindo para uma maior competitividade no mercado” complementa Adriano.

Como aumentar a participação das mulheres no mercado de TI?

mulheres no mercado de TI

Para Robert Janssen, CEO da OBr.global e vice-presidente de Relações Internacionais da Federação Assespro, a mulher tem um papel preponderante na gestão de projetos e equipes na qual possui desempenhos significamente melhores comparado aos homens.

E, em um mundo cada vez mais colaborativo, Robert afirma que essa competência é extremamente importante.

“Para ampliar o número de mulheres na área de TI é preciso melhorar a comunicação da atratividade profissional do setor.

Além disso, eu diria para as mulheres olharem para a área de tecnologia como um caminho profissional com grande potencial de contribuição e desenvolvimento profissional em um segmento de vanguarda apontando para o futuro no qual as mulheres deverão ter um papel de protagonista dentro dos diversos ambientes colaborativos”, adiciona Robert.

Mulheres no foco da tecnologia

De olho na baixa participação das mulheres no mercado de TI, Assespro – PR, principal entidade do setor de tecnologia e inovação do Paraná, realizará o My Inova Summit – 2019, que acontece em parceria com o Sebrae-PR, que, de modo inédito, trará como um dos focos principais da conferência a Mulher na Tecnologia.

O evento, marcado para os dias 21 e 22 de agosto, acontece em Curitiba e 50% do corpo palestrante será composto por mulheres empreendedoras do setor. Estarão presentes mulheres paranaenses, de outros estados do país e até do exterior. 

Em sua 8° edição, o My Inova continua sendo direcionado para os profissionais e empresários do setor de tecnologia, a fim de estimular novos negócios, parcerias e empreendimentos, além de colocar em debate as tendências tecnológicas e os seus impactos no ambiente corporativo. 

SERVIÇO

Evento: My Inova Summit 2019

Data: 21 e 22 de Agosto 

Local: Sede Sebrae-PR

Endereço: Rua Caeté, 150 – Bairro Prado Velho – Curitiba

Mais informações e inscrições: https://www.assespropr.org.br/evento/my-inova-summit/

Deixe um comentário

Skip to content